esg-para-ongs
Conteúdo para ONGS

ESG para ONGs: como estabelecer uma parceria estratégica com empresas?

Os indicadores ESG estão na ordem do dia. Eles são o foco de mudança para muitas empresas que querem ser mais sustentáveis e estar alinhadas com as preocupações da sociedade e exigências dos seus stakeholders e investidores.Mas nem só as empresas podem beneficiar da adoção destas práticas: é possível investir em ESG para ONGs! 

Desta forma, as OSCs (Organizações da Sociedade Civil) podem alavancar a sua missão na defesa de causas, melhorar a sua reputação e conferir mais transparência ao setor solidário. 

Aprenda, com este artigo, porque deve implementar os indicadores de ESG na sua ONG e que benefícios uma aliança estratégica com empresas pode trazer para as duas partes.

O que são os indicadores ESG

Os indicadores ESG (Environmental, Social e Governance) são um conjunto de critérios de conduta que ajudam as empresas a implementarem boas práticas nos seus negócios. Esta é uma boa forma de mostrarem aos investidores que são uma opção viável para investir.

Cada critério indica a conduta que a empresa tem em relação a questões:

  • Ambientais: o que faz pela conservação do meio ambiente;
  • Sociais: a relação da empresa com os seus colaboradores e stakeholders;
  • Governança: questões administrativas, éticas e de transparência da empresa.

Ao adotarem estes critérios, as empresas conseguem garantir serem saudáveis, financeiramente lucrativas e conscientes a nível social e ambiental, o que ajuda a atrair investidores. 

De facto, dados da Statista indicam que o investimento em empresas que implementaram indicadores ESG aumentou consideravelmente nos últimos anos, por todo o mundo. 

Se em 2012 o investimento já era de 11,32 biliões de dólares, em 2018 o valor subiu para 30,7 biliões. Isto mostra como é crucial que as empresas adotem estes indicadores ou arriscam-se a não conseguirem receber qualquer investimento, no futuro.

Se quer saber mais sobre indicadores ESG, leia o nosso artigo O que é ESG e porque é importante para as empresas,. Nele, encontras todas as respostas sobre o assunto.

Porque as ONGs devem apostar nos indicadores ESG

Embora os indicadores ESG sejam práticas utilizadas essencialmente no mundo corporativo, muitas organizações sociais recebem fundos de investidores que pretendem ter algum retorno a longo prazo. 

Como já percebemos, cada vez mais investidores procuram viabilizar as suas aplicações de capital, através de critérios que comprovem os compromissos e práticas sustentáveis das entidades que vão receber os fundos. 

Assim, é importante que as OSCs procurem, também, corresponder a essas expectativas, implementem uma estratégia ESG e apresentem-se como um bom investimento. 

Muitas organizações sociais já perceberam a importância de adotar estas medidas. A pesquisa Institutional Investors Sustainable Investing Survey, inquiriu 105 organizações dos Estados Unidos para tentar perceber a posição das OSCs em relação aos indicadores de ESG. Embora metade tenha respondido que não investe ainda nestas práticas, 12% planeavam começar a implementá-las já no próximo ano.

Quando questionadas sobre os fatores que as motivavam a considerar o investimento em ESG, a maioria (69%) referiu ser uma forma de se alinharem com a sua missão. 

Apontaram, também, outras razões relevantes, nomeadamente:

  • Terem maior impacto social (49%)
  • Melhorarem a reputação (39%)
  • Obterem um retorno financeiro (36%)
  • Terem acesso a uma gama mais ampla de produtos e soluções (34%)
  • Ser uma prioridade do comité de investimentos (24%)
  • Ser exigência da política de investimentos (22%)
  • Por exigência dos doadores (12%)

Como as ONGs podem beneficiar de uma parceria com empresas na implementação dos ESG

As ONGs já desempenhavam um papel crucial neste meio ao pressionarem as empresas para serem mais sustentáveis, e os bancos, e investidores a reconhecerem as consequências sociais e ambientais dos seus investimentos. 

Agora, devem, também, começar a implementar esses critérios nas suas próprias organizações, até porque a competição por financiamento nesta área é alta e atuarem de acordo com práticas de ESG pode fazer toda a diferença no momento de atrair investidores. 

É tempo de colocar os princípios de ESG para ONGs na sua agenda! Assim, podes começar a perceber como esses indicadores se relacionam com as causas que defendem, a missão, visão e valores da sua organização.

Uma das formas mais vantajosas de o fazer é através de parcerias com empresas. 

As empresas têm vindo a realizar já um grande trabalho na adoção de boas práticas ambientais, sociais e de governança. Além disso, as OSCs possuem um conhecimento avançado nas áreas de atuação das suas causas. 

Portanto, será de grande proveito criarem-se parcerias entre estas duas entidades para se ajudarem mutuamente na implementação dos indicadores de ESG. Assim, conseguem aumentar a credibilidade e transparência junto do público. Ser uma instituição de confiança é, aliás, uma posição valiosa no setor solidário, ainda muito minado pela desconfiança e descrença popular.

Aplicação da ESG pelas ONGs

As práticas de ESG já desenvolvidas pelas empresas, principalmente em termos de transparência e governança, podem ajudar as organizações sociais a conseguirem, também, maior eficiência na sua administração e na alocação dos seus recursos. Desta forma, instauram novas práticas que visem a:

  • Responsabilização: contabilização e medição eficaz do impacto social gerado e eficiência nos projetos desde o topo;
  • Sustentabilidade: formas de incorporar motivações de ordem social e ambiental nos programas, projetos e operações da OSC, a longo prazo.
  • Transparência: como comunicar da melhor forma informações claras, verdadeiras e completas para todos os stakeholders, (incluindo os funcionários, doadores, parceiros e comunidades vulneráveis apoiadas)
  • Igualdade: tratamento justo e igualitário de todos os envolvidos, excluindo qualquer política ou atitude discriminatória.

Como as ONGs podem ajudar as empresas a implementar os ESG

Esta parceria traz, também, grandes vantagens para as empresas. As organizações sociais podem ajudar com o seu know-how e a experiência adquirida na defesa das suas causas a desenvolver e fiscalizar os indicadores de ESG nas empresas.

Como? Aliando a área da sua causa às boas práticas que devem ser implementadas nas empresas. Por exemplo, uma ONG focada na proteção do ambiente pode ajudar empresas a medir o seu grau de poluição e perceber como podem melhorar os seus procedimentos de descarte de resíduos. 

Da mesma forma, uma ONG que combate a desigualdade de género é a melhor opção para auxiliar empresas na adoção de medidas para aumentar a representatividade das mulheres nos seus quadros.  

Sabendo que as organizações sociais seriam firmes na aplicação correta das práticas ESG, já que as medidas adotadas estariam alinhadas com as causas que defendem, as empresas teriam nesta parceria, uma forma de validar as suas boas intenções. Além disso, poderiam legitimar junto dos seus stakeholders, parceiros e consumidores as novas políticas que colocaram em prática.

Esta parceria é, também, uma oportunidade eficaz para conseguirem fiscalizar as suas métricas, atingirem os objetivos propostos e conseguirem maior transparência no processo e comprometimento com os critérios de ESG.

Um ecossistema com benefícios para as duas partes

As parcerias estratégicas entre OSCs e empresas trazem grandes vantagens para as duas partes. Além disso, criam uma aliança de entreajuda que as move em direção a um futuro mais sustentável.

Com esta colaboração com o mundo corporativo, as OSCs conseguem promover e ampliar o alcance das suas causas. Também criam sinergias que podem ser proveitosas para a implementação dos seus projetos sociais, através de voluntariado de competências ou outras formas de apoio a comunidades vulneráveis e causas ambientais. 

Da mesma forma, ao investirem na implementação de critérios de ESG, conseguem mostrar maior transparência no trabalho que desenvolvem e terem práticas mais sustentáveis, o que vai cativar um maior número de apoiantes e doadores

Por sua vez, as empresas que adotam o ESG têm um estímulo para promover iniciativas de responsabilidade social ligadas às OSC parceiras. Isto porque, neste caso, partilham um vínculo de proximidade. 

Quanto mais impacto socioambiental positivo for gerado pelas OSC com o apoio das empresas, mais estas atingem, também, as suas metas de sustentabilidade. Estes índices, exigidos por acionistas, investidores e consumidores, criam um ecossistema que alimenta e beneficia ambas as partes.

Leia mais sobre parcerias de sucesso entre OSCs e empresas

Os proveitos destas parcerias entre OSC e empresas não acabam aqui! No nosso artigo Parceria de impacto entre as Organizações Sociais e as empresas pode ficar a conhecer outras vantagens e perceber como deve criar uma colaboração com empresas que gere impacto positivo na sociedade e tenha resultados efetivos para todos os envolvidos.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap
Close Bitnami banner
Bitnami