inovação-impacto-social-webinar
Empresas que fazem a diferença

Inovação e impacto social: inspirações do Fundo Vale e do Açolab

Inovação e impacto social: você já parou para pensar sobre como os dois termos se relacionam? Nós fizemos este movimento com duas convidadas incríveis, e, neste artigo, reunimos os melhores momentos da nossa conversa com Letícia Menezes, responsável pelas Conexões com Startups no Açolab – ArcelorMittal Longos LATAM, e Juliana Vilhena, Líder de Gestão de Impacto e Inovação Socioambiental no Fundo Vale.

Perdeu este encontro? Assistiu, mas quer rever algum trecho? Aproveite! Acesse a gravação do webinar Inovação e impacto social agora mesmo!  

Agora é hora de falarmos sobre a união das agendas de inovação e impacto social para a geração de transformações positivas dentro e fora das empresas. Vamos nessa? 

Sobre o Fundo Vale e o Açolab

Antes de mais nada, uma breve contextualização sobre o Fundo Vale e o Açolab, as iniciativas mantidas pelas grandes empresas Vale e ArcelorMittal. 

O Fundo Vale nasceu em 2009, criado pela Vale, como um fundo de fomento e investimento. Por meio do Fundo Vale, recursos são aportados de forma estratégica para apoiar e fortalecer negócios de impacto socioambiental positivo. 

Criado em 2018, o Açolab é o laboratório de inovação aberta da ArcelorMittal. Sua atuação tem foco na facilitação, organização e aceleração do processo de inovação na AcelorMittal. A atenção, neste caso, se concentra em projetos, cultura de inovação, relacionamento estratégico e investimento.

Como o Fundo Vale e o Açolab aliam inovação e impacto social? 

Separamos alguns dos insights trazidos ao longo da nossa conversa com Juliana Vilhena e Letícia Menezes sobre a forma como o Fundo Vale e o Açolab aplicam a inovação para o impacto social na prática.  

1- Operando segundo metas e diretrizes de sustentabilidade para fortalecer a aliança entre a estratégia e a inovação para o impacto

Tanto o Fundo Vale quanto o Açolab orientam suas estratégias de sustentabilidade e impacto social às diretrizes dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Dessa forma, asseguram que as operações de suas mantenedoras — Vale e ArcelorMittal, respectivamente — mantenham a sinergia com as atividades desenvolvidas em seus braços de inovação e impacto social.

2- Trabalhando de forma colaborativa: redes de parceiros para a formulação de soluções potentes 

A colaboração é a essência da inovação aberta. Neste modelo de trabalho, startups e empresas compartilham expertises para encontrar soluções para questões que influenciam em aspectos internos e externos das corporações. 

Empresas que se dispõem a “abrir a mente” para as possibilidades do trabalho em rede colhem resultados inesperados e, muitas vezes, inimagináveis. 

Por isso, e como reforça Letícia no webinar, “a inovação aberta conecta vários atores, sejam outras empresas, como também universidades, startups, sempre com esse foco principal no impacto social.”. 

3- Abrindo a mente para os aprendizados da jornada de inovação para o impacto social

Para se familiarizar com a jornada de inovação para o impacto social, é preciso abrir a mente para uma ideia comumente rejeitada na cultura corporativa: a cultura do erro. 

Grandes projetos nascem a partir de tentativas, e é preciso ter resiliência e motivação para compreender que, nem sempre, versões iniciais de um projeto ou processo são as melhores versões. 

Juliana destaca que, quando falamos sobre inovação e impacto social, o primeiro ponto é começar. “Às vezes a gente quer chegar no modelo perfeito antes de começar, e aí o que a gente aprende realmente com as metodologias ágeis é testar, executar, aprender e ir melhorando o ciclo. Talvez a gente não comece com o melhor programa, mas começando, geramos um aprendizado que leva a novos programas e ao fortalecimento da agenda de inovação”, explica. 

No Açolab, a aceitação do erro, como parte importante do processo, se materializou em um programa interno, chamado de “Falha Nossa”. O movimento tem inspiração no modelo FuckUp Nights. Nele, empreendedores se reúnem para compartilhar experiências de fracasso, convertendo a ideia de “falha” para a noção de “aprendizado”. 

Veja como funcionam os encontros do FuckUp Nights assistindo ao vídeo: 

4- Trabalhando a cultura de inovação na empresa

“Mais do que tecnologia, a inovação é feita por pessoas” A fala de Letícia reforça a ideia de que, para que a inovação se torne parte do DNA de um negócio, é preciso ir além dos investimentos em tecnologia e alcançar verdadeiramente as pessoas. 

E o propósito da cultura de inovação também se aplica no Fundo Vale. Segundo Juliana Vilhena, “quando a transformação cultural passa a fazer parte de todas as áreas da empresa, isso cria um ambiente mais propício para a gente trazer a agenda de inovação com impacto positivo, facilitando com que os processos ocorram”. 

5- Realizando programas de aceleração de impacto social 

O programa de aceleração é um caminho recomendado para empresas que querem aprofundar suas relações com a comunidade. Os programas possibilitam a criação de laços efetivos e perenes com projetos e iniciativas inovadoras. Além disso, desenvolvem competências que auxiliam na sustentabilidade dos apoiados no longo prazo. 

No caso do Açolab e do Fundo Vale, os programas de aceleração acolhem ideias cujo propósito se conecta com a estratégia dos negócios. A partir daí, a equipe oferece mentorias e treinamentos capazes de preencher lacunas de conhecimento e auxiliar na profissionalização dos empreendimentos. 

E por falar em Programas de Aceleração de Impacto Social…Sabia que a esolidar oferece todas as ferramentas necessárias para aplicar a iniciativa de ponta a ponta na sua empresa? Não é preciso dispor de uma equipe numerosa e nem de um orçamento robusto. Nossa plataforma é simples, e basta um champion para operá-la.

Quer saber mais sobre os Programas de Aceleração e os caminhos para realizar o seu utilizando a esolidar? Leia nosso artigo completo sobre o tema: Programa de Aceleração de Impacto Social: a (r)evolução da sua Responsabilidade Social Empresarial

Gostou desta leitura? Então aproveite para ouvir mais sobre as experiências e vivências de Juliana Vilhena, do Fundo Vale, e Letícia Menezes, do Açolab! Acesse a gravação do webinar Inovação e impacto social aqui. 

Share via
Copy link
Powered by Social Snap
Close Bitnami banner
Bitnami