compensação de carbono esolidar
Novidades da eSolidar

Compensação de carbono: esolidar fortalece compromisso com ESG

A sua empresa já está a lidar com a compensação de carbono? Na esolidar, as boas práticas deram origem a uma certificação pela Moss que reforça o compromisso da empresa com os critérios ESG (neste caso, em especial, o “E” de Environmental, ou Ambiental).

No artigo de hoje, falamos um pouco sobre esta e outras práticas que podem — e devem — ser adotadas por organizações que estão motivadas a agir e querem aliar lucro e propósito através da geração de valor partilhado

O que é compensação de carbono? 

A compensação de carbono é uma prática adotada por organizações que desejam equilibrar a sua inevitável emissão de carbono. Tendo em conta que algumas empresas, mesmo incorporando práticas mais ecológicas na sua rotina, não conseguem eliminar totalmente a emissão deste gás nocivo. 

Portugal está a dar os primeiros passos na introdução de um “mercado voluntário de carbono”, com um projeto-piloto a funcionar em Matosinhos. Este mercado visa estimular os cidadãos, empresas e autarquias a diminuírem as emissões de dióxido de carbono e vai criar créditos que podem ser comprados pelas empresas que ambicionam caminhar para a neutralidade carbónica.

A receita angariada com a compra destes créditos pode ser utilizada pelos municípios em atividades que também promovam uma economia verde, circular e sem emissão de carbono. 

Créditos de carbono: moeda do futuro

Um crédito de carbono é um certificado que atesta o compromisso ambiental de uma empresa, ou projeto, evitando a emissão de 1 tonelada de CO2 num período pré-determinado.

Os créditos de carbono são auditados por instituições internacionais e registados na Verra,  a plataforma de registo global que garante que os créditos realmente correspondem a menos carbono na atmosfera. 

esolidar e a compensação de carbono

De forma a reforçar o nosso compromisso com os critérios de ESG e a sustentabilidade, associamo-nos à Moss, uma Fintech Ambiental brasileira e tornámo-nos oficialmente uma empresa Carbon Friendly, neutralizando 6 créditos de carbono. 

O que representa o selo Carbon Friendly? 

De acordo com a Moss, o selo Carbon Friendly, atribuído à nossa organização, pode ser concedido a uma empresa que compense pelo menos um dos objetivos do seu inventário de GEE — ou parcialmente as suas emissões. 

O selo Carbon Friendly é uma autocertificação que atesta o compromisso e o envolvimento de uma empresa para criar um planeta melhor.

E do ESG: como ultrapassar desafios e promover a sustentabilidade?

Quando falamos em sustentabilidade ambiental e colocamos o nosso país em perspetiva, percebemos que ainda há um longo caminho a percorrer. 

Portugal assinou, em 2016, a intenção de atingir neutralidade carbónica até 2050 e criou, entre outras medidas, um Plano Nacional de Energia e Clima para 2030 com metas ambiciosas; anunciou o fim do uso de carvão na produção de eletricidade; e fez grandes investimentos em energias renováveis. 

No entanto, o país sofreu, em 2017, devastadores incêndios florestais que resultaram em emissões recordes de carbono (cerca de 9,8 milhões de toneladas de gases de efeito de estufa). Já o setor dos transportes continua a representar cerca de um quarto do total das emissões do país, um valor muito alto tendo em conta o compromisso de neutralidade carbónica.

Mas este deve ser um caminho feito em conjunto. As empresas — cada vez mais atentas às necessidades das gerações Millennials e Z, preocupadas com questões ambientais e sociais —  devem adotar medidas para solucionar, ainda que parcialmente, os principais problemas relacionados com o meio ambiente. 

Aqui estão alguns desses caminhos: 

  • Redução na emissão de gases de efeito estufa;
  • Uso eficiente de água;
  • Gestão de resíduos;
  • Monitorização do consumo de energia elétrica;
  • Adoção de matérias-primas sustentáveis ou recicláveis para embalagens;
  • Revisão de processos produtivos do setor alimentar;
  • Substituição de estruturas físicas de trabalho por escritórios virtuais ou híbridos;
  • Revisão da cadeia de fornecimento;
  • Otimização do transporte de produtos;
  • Realização de projetos junto à comunidade envolvente à empresa.

O leque de atitudes que podem ajudar a sua empresa a tornar-se protagonista no E de ESG é extensa e a compensação de carbono é apenas uma dessas possibilidades. Com a esolidar, a sua empresa também pode caminhar rumo à sustentabilidade e impacto positivo. 

A nossa plataforma ajuda as empresas a gerirem as suas ações de impacto social de início ao fim. As nossas ferramentas promovem o envolvimento dos seus funcionários, a ligação a projetos da comunidade que encaixem com o seu negócio e a realização de iniciativas completas, como o Programa de Aceleração de Impacto Social, que vão desde o planeamento da iniciativa à medição de resultados.

Já imaginou ver a sua empresa a apadrinhar e acelerar projetos de impacto ambiental, cada vez mais em sintonia com as práticas ESG? Então dê o primeiro passo e conheça todos os recursos disponíveis na esolidar! Basta agendar uma conversa com a nossa equipa comercial.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap
Close Bitnami banner
Bitnami